top of page
  • Foto do escritorMaestro Roberto Farias

Magnificat opus 254


Em 1990, dado o êxito da reedição de TECLADOFONIA para instrumentos de teclado e banda sinfônica, do compositor Paulista Amaral Vieira, obra de 1977, encomendada e estreada pelo nobre Maestro José Coelho de Almeida, então Diretor do Conservatório Dramático Dr. Carlos de Campos, de Tatuí, que celebrava o retorno do compositor ao Brasil, após uma longa temporada na Europa, nos ocorreu a encomenda de uma obra coral-sinfônica que pudesse reunir a Banda Sinfônica do Estado de São Paulo e o Coral do Estado de São Paulo, corpos Estáveis da Universidade Livre de Música. O grande dilema era o equilíbrio sonoro de dois conjuntos de naturezas e contingentes distintos. O resultado foi o surgimento de MAGNIFICAT, opus 254, para mezzo-soprano, coro misto e duas bandas sinfônicas (estreada em dezembro de1990 no Teatro de Cultura Artística, em São Paulo) - vozes e instrumentos contemplados em sua plenitude, obra que motivou, um ano mais tarde, Fantasia Coral "In Nativitate Domini", que podem magistralmente compor um mesmo programa de concerto, que por sinal mostrou-se uma experiência muito bem sucedida. É o Brasil na vanguarda de muitas realizações e que precisam ser resgatadas. Unamo-nos por essa causa!


Amaral Vieira (born 1952) - Magnificat opus 254 for mezzo-soprano, mixed chorus and two symphonic bands.

Eloisa Baldin, soprano

São Paulo State Chorus (conductor José Ferraz de Toledo)

São Paulo State Symphonic Band Conducted by Roberto Farias

3 visualizações
bottom of page