top of page
  • Foto do escritorMaestro Roberto Farias

GRUPOS ARTÍSTICOS, UM PATRIMÔNIO CULTURAL CUBATENSE – História e Tensão – Parte II

Atualizado: 25 de fev. de 2021

JCI - Jornal Comércio e Indústria - Cubatão, Vale das Artes - 2018.

Considerada um dos maiores celeiros de músicos do país, Cubatão, tem ao longo de quase cinco décadas se firmado como referência nacional, revelando muitos talentos espalhados pelo país e com grande projeção internacional – entre seus muitos expoentes figuram Reginaldo Farias “in memorian”, Renato Farias, Adalto Soares, Valdir Caires de Souza, Domingos Vasques Filho, Sidney Ricardo Gomes dos Santos, Silvio Batista, Marcelo da Silva, João Carlos Rocha, Estevam Vieira de Santana, Fernando Morais, Eduardo Madeira, Silvio Flórido, Adelson Lemos, Renata Menezes, Fernando Mattos, Thiago Bilú, Thiago Araujo, Thiago Lopes, entre tantos outros.


A Banda Sinfônica já esteve em países como Áustria e Portugal; a Banda Marcial e seu Corpo Coreográfico por repetidas vezes no Chile; o Coral Zanzalá, brilhando em espetáculos como “Messias in Concert” – Lincoln Center de Nova Iorque, ao lado de corais de mais de quarenta países; o Grupo Rinascita, dedicado à pesquisa histórica da música medieval e renascentista, tombado pelo Condepac como patrimônio histórico imaterial - um dos poucos, nesse segmento, oficiais do país - e a Cia. de Dança, um dos mais premiados grupos presentes ao Festival Internacional de Dança “Valentina Koslova”, também em Nova Iorque, participando com frequência de importantes festivais em território nacional, entre os quais, o Festival de Dança de Joinville (SC), revelando-se como um dos grupos de grande notoriedade, condição essa reafirmada na recente edição de 2018. O Coral Raízes da Serra (vozes da 3ª. Idade) é presença marcante em eventos no Município e Baixada Santista, semeando um canto que encanta.


Em 4 de abril de 2008, através da Lei n. 3232, o Poder Público Municipal instituiu os Corpos Estáveis de Cubatão, imprimindo um mesmo olhar sobre todos os Grupos Artísticos, que, graças aos ajustes e adequações propostos, representaram um avanço tanto do ponto de vista conceitual quanto institucional, entretanto, esse tem sido um assunto que tem “tirado o sono” dos Poderes Executivo e Legislativo e sobretudo dos membros dos Grupos Artísticos, diante da declaração inconstitucionalidade desse instrumento legal pelo Ministério Público, com amplo acolhimento pela Promotoria de Justiça do Estado de São Paulo, em especial no se refere ao sistema de pagamento da Ajuda de Custo concedida aos artistas, estabelecendo o prazo de 120 (cento e vinte) dias para o cumprimento da sentença (este que se expira em 23 de setembro de 2018), o que exigirá a adoção de um novo modelo de gestão entre a Administração Municipal e os Grupos Artísticos, sob pena da paralisação das suas atividades. Em reunião ocorrida no dia 21 de junho no Auditório da Câmara Municipal de Cubatão, convocada pelo Presidente do Legislativo, da qual participaram representantes do Jurídico da Prefeitura e Câmara, Vereadores, Secretário Municipal de Cultura e membros dos Grupos Artísticos, foi criado um Grupo de Trabalho com três representantes de cada parte, num total de nove membros, que conjuntamente realizaram estudos e discussões na busca de uma solução que conduzisse à regularização dessa relação. Concluídos os trabalhos no último dia 20 de julho, que demandou estudos minuciosos de modelos já adotados por um considerável número de órgãos públicos no Estado de São Paulo (municipais e estaduais), a Comissão ofereceu indicadores à Administração Pública Municipal, cuja viabilização garantirá a continuidade dos Grupos Artísticos de Cubatão, sob a égide de um novo modelo de gestão.


É importante ressaltar que, a despeito de um pseudo clima de instabilidade, os Grupos Artísticos seguem cumprindo o seu papel junto à comunidade cubatense, com suas séries Música no Parque, Música nos Bairros, Série Brasilidade, Música no EJA, Cantando com o Zanzalá, Viva a Música, Rinastour, Era uma vez a música, Grandes Intérpretes, além dos Especiais “Legião Sinfônico”, “Beatles in Concert”, “Queen Sinfônico”, “Noite do Flashback”, “Gala Dança”, “Festa Latina”, “Concerto Gospel”, “Messias in Concert”, entre outros, bem como em espaços privilegiados como Teatro do Sesc-Santos, Teatro Coliseu, Paço das Artes, Sala São Paulo, Casa das Rosas, Museu da Casa Brasileira, Pinacoteca de Santos, Museu de Arte Sacra, Museu do Café e eventos como Circuito Cultural Paulista, Concurso de Bandas de Santos, Santos Jazz Festival e Festival de Inverno de Campos do Jordão.


Vale lembrar que o nosso tradicional Conservatório Municipal, a Escola Técnica de Música e Dança “Ivanildo Rebouças da Silva”, é uma homenagem a um jovem talento, de saudosa memória, revelado na Cidade por meio dos Grupos Artísticos e que aos 16 anos de idade conquistava o status de músico profissional ao ingressar por concurso na Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal de São Paulo.


Cubatão, um templo de arte e cultura!


por Maestro Roberto Farias (Coordenador dos Grupos Artísticos de Cubatão)

15 visualizações

Posts recentes

Ver tudo

コメント


bottom of page